Gentleman – Parte II

Ele pega na caixinha com o brinquedo que tinha ficado em cima da mesa e abre-a retirando o golfinho e ao carregar no botão ficámos com a certeza que já tinha pilhas e tudo!

Ele volta a sentar-se no sofá e eu fico de joelhos inclinada sobre ele e recomeço a chupar. Ele vai-se deitando no sofá para que a posição fosse a ideal para uma garganta funda e também para ele colocar a mão dele entre as minhas pernas e iniciar a massagem de prazer.

Estava excitadíssima, adoro o gag quando enfio um pau duro todo dentro da minha boca. Os olhos a encherem-se de água e prazer de enfiar e tirar da garganta. Isto acompanhado por uma vibração suave na minha cona.

Eu sentia os dedos dele e o bichinho a vibrar e claro eu também me esfregava com vontade.

Parei de o chupar para o olhar intensamente e perguntei-lhe

Queres te vir na minha garganta?

Ele estava já a rebentar e confesso eu também estava ansiosa, queria sentir o leu leite quente na minha boca.

Volto a debruçar-me sobre ele e enfio-o todo bem fundo na minha garganta. Ele vibra de prazer e agarra-me a cabeça, dando-me o sinal de que se ia vir e eu aguento o máximo até o sentir a aliviar-se mesmo no fundo da minha boca. Deep troat with happy ending!

Satisfeita recomponho-me e respiro. Tanto calor naquela sala!

Lembro-me então que estava maquilhada por isso enquanto ele entrava na banheira para se refrescar eu vejo-me ao espelho. O rímel escorria dos meus olhos e por incrível que pareça acho-o sexy por ser o resultado da intensidade e entrega.

Limpo-me e salto para a banheira para me arrefecer também e junto-me a ele já no quarto.

Ele estava deitado sobre a cama e assim ficámos em modo carícias e mimos para recuperar alguma energia e claro ele voltar a ficar bem rijo para me continuar a foder.

Ele passa os seus dedos pelas minhas costas e eu vou curvando o meu corpo para me mostrar dengosa e sedenta. Digo-lhe

Adoro massagens…

Dá-me imensa tesão e é sempre tempo bem empregue.
Ele então aumenta a intensidade de caricias para um amasso que começava por cima, pelo pescoço e ombros e terminava no fundo das minhas costas.

Voltou a deitar-se ao meu lado e eu virei-me para ele para nos beijarmos.

Pensei imediatamente

Hmmmm quem está em pé novamente? Hmmm vamos ao round 2

Sento-me na cama e não resisto a mais uma chupadela rápida. Ele coloca o preservativo e eu deito-me para trás e abro as pernas… quero sentir a penetração devagar mas intensa e os nossos corpos a colar.

O calor infernal mantinha-se e apesar dos duches gelados era impossível não estarmos a escorrer já.

Ele puxa-me para a beira da cama e entra todo dentro de mim, eu envolvo as minhas pernas à sua volta e puxo-o para mim enquanto nos beijamos.

Estava muito excitada das brincadeiras anteriores e foi fácil atingir o orgasmo!

Penso

Estamos empatados estávamos empatados agora!

Passámos a outra posição, uma das favoritas, de lado ele por trás, esta é umas das posições que mais me leva à loucura se houver sintonia entre a penetração e o meu movimento de anca.

Mas o calor pedia outra posição, com menos contacto de pele e para acabar com a cereja no topo do bolo, meto-me de 4 sobre a cama e ele fode-me por trás, bem fundo e intenso como eu aprecio enquanto brinca com o meu cuzinho. Venho-me! ahhhhh

Ele pergunta então se me pode comer o cuzinho e eu respondo claro que sim,

Pergunto ofegante para o picar ainda mais:

Vais me comer o cuzinho querido!

Ele pergunta quero lubrificante e eu aceno que sim, é o ideal para ser tudo suave e gostoso. Como estava super excitada já tinha o cuzinho desejoso de ser penetrado.

Sinto o fresco do lubrificante e de seguida o arrepio do inicio da penetração no cu… sustenho a respiração por momentos e quando ele começa a enfiar o seu pau rijo lá dentro começo a descontrair. Quando está todo lá dentro baixo a cabeça e mantenho o cuzinho bem empinado.

Ele fode-me o cu com gosto e embora até hoje nunca tenha tido um orgasmo anal, foi intenso e prazeroso para mim também.

Já percebendo que ele estava a rebentar digo-lhe

Vem-te no meu cuzinho, vem!

Ele descarrega o seu orgasmo em mim e eu sinto toda a eletricidade do seu orgasmo enquanto ele se deita sobre mim.

Ficamos na cama a recuperar a respiração e a dar mimo um ao outro.

2 a 2!

Continua…

Ilustrações:http://apolloniasaintclair.tumblr.com

YES CAPTAIN! – PARTE II

Eu olhava para ele sedenta… Queria sentir aquele caralho minha boca… Queria isso mais que tudo e ele percebe isso… Sabe que aquela espera me está a torturar…

Queres metê-lo na boca é?

Faço que sim com a cabeça e digo

Muito!

Agarro-lhe o caralho e enfio-o todo dentro da minha boca.. Ainda estava a crescer… ADORO!
Agarro bem e dedico-me a chupar a cabecinha… enquanto vou batendo suavemente. Olho para ele e vejo que estou a ir bem.

Aproveito para passar para os tomates, lambo-os delicadamente e vou dando umas chupadelas mais intensas.

Volto a subir e, agora sim, ele já está rijo… uso a boca para sugar enquanto bato e o olho nos olhos…
Agora quero é senti-lo todo dentro da minha boca, a tocar no fundo da garganta! Ele percebe que isso me dá gozo e empurra-me a cabeça, forçando-se contra a minha boca. Faz isso uma e outra vez… Engasgo e sinto a minha saliva a acumular-se… Deixo-a sair e escorrer para cima daquela pila tesa.

Dedico-me com afinco até que ele me volta a tocar com as mãos na cona. Eu estava molhada e lubrificada, pronta para o sentir a entrar dentro de mim.

Ele levanta-se e tira um preservativo que rapidamente coloca, puxa-me para a beira da cama e segurando-me nas pernas penetra-me primeiro suavemente e depois intensamente, mantendo um ritmo muito excitante!

Fecho os olhos para apurar os sentidos… Adoro ser penetrada desta forma!

Ele sai de dentro de mim e pede-me para eu me meter de quatro.“Ui” penso eu,

É agora que vem a minha parte preferida.

Antes de me voltar a penetrar, fica de joelhos e volta a passar a sua língua pela minha cona e cu… Sinto aquele arrepio…

Viro-me para ele e beijo-o, beijo longo e molhado com os meus sabores.

Ficando de pé, volta então a entrar bem rijo dentro de mim enquanto me aperta o rabo com força.
Fodeu-me desse jeito durante um bom bocado… Deliciada olho para o espelho e cruzo o olhar com o dele, riu-me e pisco o olho… Adoro ver-me a ser comida por trás!! Este quarto com espelhos está a superar as expectativas.

Enquanto me come a cona, enfia 2 dedos no meu cu após mais um pouco de lube fresco. Fode-me o cu com os dedos deixando-me ansiosa por sentir o seu caralho rijo a entrar finalmente no buraco, ainda por explorar. Começo a aumentar o ritmo empurrando o meu rabo contra ele.

Penso que estou pronta… Quero que ele me foda o cu! Já!
Sinto-o a sair da cona e a abrir caminho no cu. Apertado e intenso… desliza confortavelmente!

Lentamente começa a entrar e sair e um arrepio percorre todo o meu corpo. Era um prazer já esquecido há muito e que estava a revelar-me uma delícia!

Com o rabo empinado e a cabeça baixa, sinto cada estocada… mordo o lábio… aperto o lençol… ahhh que prazer!

Os espelhos começam a embaciar… está um calor brutal naquele quarto… escorremos suor por todo o corpo…
Alternado com o meu cu, volta a penetrar com força a minha cona… gemo mais alto! Ahhh adoro minha imagem, mas já pouco se via naqueles espelhos!

Voltamos a mudar de posição… agora para aquela que permite sentir intensamente a penetração ao mesmo tempo que nos olhamos nos olhos … barriga para cima, pernas nos ombros dele…

Olhamo-nos satisfeitos, a pingar de suor mas satisfeitos! Sorrisos largos.
Descansando um pouco, volta a foder-me com as suas belas mãos e facilmente faz-me vir pela 2°vez.

Ahhh… estico-me na cama e ele cai meu lado. Olhamo-nos e rimos… ele tira o preservativo e volta até à cama.
Procuro desesperadamente pelo comando do ar condicionado. É impressionante o calor de dois corpos humanos dentro daquele quarto, mas era também sinal de prazer.

Refrescamos um pouco e volto a olhar para o caralho dele… ainda não estava saciada! Ele também não…
Chupo-o ainda com mais vontade e intensidade. Enfio-o todo, ainda mais fundo… engasgo-me várias vezes, paro, respiro e volto ainda com mais vontade! Ele ajuda-me neste ritual! Fico louca de prazer!

Por fim, descanso e pergunto-lhe se já sabe onde se vai vir.

Já sei desde o início!

Percebo a dica e digo:

Queres-te vir na minha cara não é?

“Claro!” Responde ele para minha satisfação.
E nisto sobe para cima de mim, ficando com os tomates por cima da minha boca, enquanto bate uma em direção à minha cara e me diz

Lambe-me as bolas!

Cumpro com dedicação já ansiando o momento em que aquele leite quente vai jorrar para a minha cara.
Sim! Ele vem-se! A minha boca, lábios, bochechas e testa ficam cobertas por um leite espesso e quente!!

Riu-me satisfeita enquanto olho para ele e dou umas chupadelas delicadas finais, para lamber tudo!
Ele diz:

Puta gostas disto, olha para ti…

Foi ótimo

Respondo!
Ele cai, finalmente, ao meu lado e contorce-se. Diz que tem descargas eléctricas após o orgasmo.
Observo entretida pelo espelho por cima de nós, os nossos corpos estendidos, suados e agora relaxados!

Boa miúda

Diz ele também divertido com a química que tínhamos. Eu dou uma risada, estou satisfeita e suspiro!
Ficamos a conversar sobre um pouco de tudo e de nada e sobre fodões futuros, ele diz que tem um amigo para me apresentar!
Sim, este foi um bom almoço e acho que passei no exame do sr. Capitão!

Yes Captain! – Parte I

Combinámos um almoço para nos conhecermos. Essencialmente eu queria comprovar a imagem que tinha feito dele e conhecer um pouco mais da persona que me estava a intrigar.

Atitude e confiança são as qualidades que mais aprecio num homem e ele parecia esbanjar isso, tanto, que no caminho após o nosso almoço adorei que ele me tivesse puxado para dentro de um prédio que tinha a porta entreaberta e, no vão das escadas, me tivesse metido os dedos na cona… Eu estava encharcada!

Quando nos despedimos, chupei-lhe o dedo com o meu sabor, pisquei-lhe o olho e fui-me embora. O apetizer estava servido e faltava agora agendar o menu completo.

Marcámos, então, um novo encontro pouco tempo depois. Ele apanhou-me de mota e fomos até um motel no centro da cidade. Como não sabia que ia andar de mota, tinha um vestido curto e senti-me uma exibicionista no caminho até lá, ele desvalorizou e disse-me para aproveitar a liberdade.

Ia excitada por me mostrar assim e ao mesmo tempo receosa por poder ser reconhecida.
Chegámos à receção e escolhemos um quarto, com o tema Love: cama vermelha em forma de coração, espelhos nas paredes e por cima da cama. Agradavelmente surpreendida, entrei e senti-me a descontrair.

A conversa entre nós fluía facilmente. Pousámos as nossas coisas num canto, beijámo-nos e ele perguntou-me se queria um pouco de rum para relaxar, molhei os lábios mas disse-lhe que não precisava… Não me sentia nervosa.
Os beijos dele eram muito envolventes, sem hesitações e muito molhados.

Sentei-me na cama… Tirei as sandálias e esperei que ele se juntasse a mim. Ele passou as suas mãos grandes pelo meu corpo e eu tirei o meu vestido, fiquei apenas de cuecas e soutien enquanto ele continuou as carícias sedutoras.
Passou a mão por dentro do meu soutien e senti os meus bicos rijos a ansiar pela sua língua fresca e húmida.

Tirei o soutien e ele beijou e chupou as minhas mamas enquanto afastava as cuecas com a mão e passava os dedos na minha cona molhada, primeiro por fora e depois penetrou-me com firmeza. Gemi de prazer.
Gosto de ser descoberta pela primeira vez… É uma excitação irrepetível.

Ele despiu-se completamente e tirou uma caixinha de metal das suas coisas que deixou em cima da cama, lá de dentro, retirou um elástico que colocou na base do seu caralho ainda em repouso… Olhei gulosa e cheia de vontade de o sentir a crescer na minha boca.
Mas antes ele queria dar-me prazer… Chupar-me bem.

Então deita-me na cama e abre-me bem as pernas, a sua barba aparada aumentava a intensidade do toque, e com a sua língua percorre os meus lábios e a entrada da cona… Agarro a almofada da cama enquanto me contorço de prazer. Chupa-me o clit e toda eu tremo ao mesmo tempo que me enfia na cona os 2 dedos longos e com a outra mão pressiona o papo…

Este sabe alguns truques…

Pensei, já que aquele movimento aumenta a intensidade e o prazer, lembrei-me que ele referiu ser especialista em squirters. Seria hoje que teria a minha estreia?

Nas nossas conversas tinha-lhe dito que já não fazia anal há algum tempo e que nunca me tinham lambido o cu… Era, portanto, praticamente virgem! Claro que isso o entusiasmou e, antes mesmo de entrar naquele quarto, já esperava pelas carícias e estava cheia de vontade de dar o cu para ele se deleitar.

Para me deixar a jeito, ele colocou uma almofada por baixo das minhas ancas… Assim estava toda exposta: cona e cu.
Senti, então, pela 1° vez a sua língua naquele ponto sensível, relaxei e desfrutei das novas sensações.

Enquanto passava a língua, agora na cona, senti o primeiro dedo a entrar no cu… alternado com dedo na cona. Muito bom. Levantei a cabeça para olhar para ele, mordi o lábio e sorri satisfeita.

Voltei a recostar-me e olhei para o espelho do teto, que bela imagem, e fiquei a apreciar por momentos a forma como os nossos corpos se dispunham na cama

A intensidade da sua língua, em conjunto com a sua habilidade de mãos está a levar-me ao ponto! Agarro nos seus cabelos e aperto-o…

Ahh vou-me vir! Ahhh

Ele chupa-me ainda mais. Que orgasmo intenso!!
Rio-me. Para mim sexo é diversão e prazer.
Ele levanta-se e tira da sua caixinha uma saqueta de gel lubrificante que me deu uma sensação de frescura maravilhosa à cona, enquanto me voltava a penetrar, ora na cona, ora no cu…

Continua

Ilustrações:http://apolloniasaintclair.tumblr.com

Citação

SEXTING COM A – PARTE VI


Ela: Vou fazer uma pausa no café…
Ela: Preciso de ar fresco
A: Fraquinha não se pode puxar um bocadinho por ti
Ela: Podes e deves… puxar por mim…
Ela: Mas depois… como faço para parar de pensar
Ela: Em ti a comeres-me por trás
A: Não paras…
Ela: Adoro pensar nisso
A: Vou-te comer
A: Vou-me vir tanto nessas mamas
A: Até o cu te lambo
Ela: Sim…
A: O botão de rosa
Ela: Quero que te venhas muito nas minhas mamas
A: Adorei enfiar-te os dedos no rabo
A: Estavas louca
A: Olha o que fomos descobrir
Ela: Eu gosto de anal… quando estou cheia de tesão…
A: Eu sei minha puta
A: És a minha puta
Ela: Gosto que me chames puta
Ela: É sexy
A: Sexy és tu puta
A: Tive que olhar outra vez para elas
Ela: Já disse antes mas eu adoro as minhas mamas
A: Também eu
Ela: Gosto do tamanho
Ela: De serem empinadas
A: E axo q elas tambem gostam de mim
Ela: E dos mamilos grandes e espetados
Ela: Quando ficam rijos
A: Bons! hoje chupava-os
Ela: Sim elas também gostaram de ti
Ela: Até da marca dos teus dedos
Ela: Ando a pensar em meter um piercing…
A: Eu metia era aí a pila
Ela: Taradão!