Citação

SEXTING COM J – Parte II

Ele: Se estivesse contigo agora
Ele: Fodia-te por detrás deitada
Ele: Agarrava-te as ancas
Ele: Fechava-te as pernas
Ele: E fodia-te por detrás
Ele: Sentia-te a apertar o meu pau
Ele: E sentia o fundo do teu útero
Ele: Fodia até gritares de prazer
Ela: Estou desejosa…E cada vez mais húmida
Ele: Queria sentir os teus fluidos nos meus dedos
Ele: Intervalar o teu prazer entre o meu pau dentro de ti
Ele: E os meus dedos a explorarem-te
Ela: Tesão…. muita tesão
Ele: Quero que libertes essa tesão comigo
Ela: Acho que vou querer fazer isso mesmo
Ele: Quero-te pronta para seres comida por mim
Ele: Imagino o movimento do teu corpo
Ele: Desde os primeiros toques
Ele: Até te vires
Ele: Hoje vou ter de me tocar a pensar em ti
Ele: Tenho demasiada vontade de te comer
Ele: Demasiada
Ele: Excitas-me
Ele: És inteligente
Ele: Isso dá-me imensa pica
Ela: Eu adoro ver… achas que podes fazer uma foto ou vídeo do momento?
Ela: Eu irei retribuir
Ele: Posso, se te excita
Ela: Que bom! Muito, excita-me muito
Ele: Dás-me imensa pica
Ele: Estou a gostar
Ela: Eu também
Ela: Se não for assim não vale a pena
Ele: Eu sou um tipo difícil
Ele: Não me contento com pouco..
Ela: E porque te deverias contentar?
Ele: Gosto muito do teu corpo
Ele: Imagino-me a agarrar os teus braços por detrás
Ela: Não querendo soar egoísta… Não tenho tempo para o morno
Ela: Nem para o mais ou menos
Ele: E a sentir o perfume no teu pescoço
Ele: Gosto do colar, gostava de te agarrar pelo colar
Ela: Gosto de ter classe…
Ele: Vou-me concentrar … Tenho uma tarde de trabalho
Ele: Mas hoje vou me lembrar de ti
Ele: Ao final do dia
Ele: Hoje ao almoço escolhi sushi
Ele: Para mais facilmente imaginar me a comer te
Ela: Hmmm
Ela: Gosto da associação
Ele: Textura
Ele: Líquido
Ele: Pensei em ti durante todo almoço
Ele: No que te faria
Ela: Gosto dessa imaginação…
Ele: Hoje não sais da minha imaginação
Ela: Para dar mais um estimulo…
Ela: Envia foto
Ele: Deves ser deliciosa
Ele: Estas imagens fazem me acumular tesão…
Ela: Sim… e acredita que mostrar-me é excitante…
Ela: Saber que pensavas em mim no teu almoço de sushi… Agrada-me!
Ele: Sentir Envia foto o descontrolo do líquido e a textura na minha boca
Ele: Foi por isso que quis sushi
Ele: Hoje só penso em comer-te
Ela: Que excelente imagem
Ela: Envia foto
Ele: Amanhã almoço ostras
Ele: E imagino o teu sabor
Ele: Quente ao invés de frio
Ela: Ostras… gosto
Ele: As ostras são o sexo feminino
Ela: Estás-me a deixar ansiosa… por te conhecer
Ele: A tua foto de perfil fascina-me
Ele: Tens um ar de menina
Ele: Que adoro
Ele: É mútuo
Ele: Quero conhecer-te
Ele: Mas não quero ir beber um cafezinho
Ele: Quando te conhecer tem de ser de forma fenomenal
Ela: Eu também não sou desse tipo… Dos cafés
Ele: Deixa-me pensar numa forma interessante de te conhecer
Ela: Sim… adoro desafios
Ele: Adoro as tuas fotos
Ele: Fazem-me despertar a imaginação
Ele: Adorava desapertar essa blusa
Ela: Eu gosto do tease… do cortejo… da imaginação
Ele: Sentir os teus seios por baixo da lingerie
Ela: tudo o que é demasiado fácil perde rapidamente o encanto
Ela: queres ver como fica debaixo da blusa?
Ele: Quero
Ela: Vou te satisfazer então
Ela: Envia foto
Ele: Estás-me a deixar louco de tesão
Ele: Assim não vou aguentar até à noite
Ele: Quero beijar o teu peito
Ela: Confesso que não quero que consigas aguentar
Ela: Estou a ser uma má menina?
Ele: Quero sentir a tua pele
Ele: Estas a portar-te bem
Ele: Estou a gostar muito
Ele: Vais ser uma boa aluna
Ele: Tenho a certeza
Ela: Que bom… gosto de saber
Ele: Tive de sair para apanhar ar
Ele: Não estou a conseguir trabalhar
Ele: Tenho o pau ultra sensível
Ele: Com pre cum
Ele: Assim vou ter uma ideia para te conhecer mais rápida
Ele: Estas a deixar-me cheio de desejo
Ela: Eu adoro andar com tesão
Ele: És adorável
Ele: Quero mesmo muito estar contigo
Ele: Mas quero que seja inesquecível
Ele: E vai ser…
Ela: Estou com essa expectativa
Ele: Deixa-me pensar …
Ele: A tua disponibilidade é limitada obviamente
Ela: Sim é, mas não sou freira
Ela: E tenho alguma liberdade
Ele: Finais de tarde.. princípio de noite
Ela: sim, é possível claro
Ele: Boa, vou marcar um quarto de hotel
Ele: Que seja interessante
Ele: Nada de motéis e coisas desse género
Ele: Não é genial.. mas o que poderemos fazer é o que me move
Ela: Hmmm
Ela: Gosto da ideia sim
Ele: Num dia chato da semana
Ele: Segunda feira por exemplo
Ele: Amanhã vou jantar com a minha namorada.. que é parecidíssima contigo
Ele: E vou fode-la a pensar em ti
Ela: Esse detalhe é o máximo
Ela: A realidade é mais surpreendente que a fantasia por vezes
Ele: Vou agarrar os cabelos louro
Ele: E pensar nos teus ruivos
Ele: Vou lambe-la e pensar no teu sabor
Ele: Vou faze-la vir e pensar em como tu irás vir-te
Ela: Que excitante
Ele: Vou imaginar que as duas são uma pessoa
Ele: Como o Vertigo do Hitchcock

Citação

SEXTING COM J – Parte I

Ele: Wow
Ele: És gira!
Ele: Tenho uma namorada muito parecida contigo
Ela: Ahahah
Ele: Verdade!
Ele: Impressionante
Ela: Não me digas que tenho uma sósia???!!
Ela: Mas esperavas que eu fosse um adorável camafeu?
Ele: Sabes que a internet…
Ele: Mas o sorriso é igual. E os olhos…
Ele: Ahahha. Que estranho
Ele: O facto de seres parecida mas em ruiva , vai despertar as maiores fantasias
Ela: Estás-te a imaginar num 3some?
Ele: Não…
Ela: Ohhh achas que ela não alinharia?
Ele: Mas estou a criar fantasias mentais com vocês
Ele: Não sei eu iria querer
Ele: Sabes que tenho com ela uma relação muito interessante
Ele: Agora estou a imagina-la a transformar-se em ti.. enquanto a estou a comer
Ele: Wow
Ela: Gosto!
Ele: Acho que podemos fazer coisas interessantes
Ele: Dou-te algumas das minhas pequenas estórias
Ele: E tu dás-me algo em troca …
Ela: Também estou com um bom pressentimento…
Ela: Eu ADORO satisfazer e de ser desafiada
Ele: Estas a deixar-me muito curioso
Ele: Em relação ao teu corpo
Ele: Ao teu toque
Ele: A tua pele branca deve ser deliciosa
Ela: Não sou alta e tenho formas
Ela: Adoro lingerie e gosto muito de me fotografar
Ela: É o meu lado exibicionista, é bastante forte e uma luta intensa entre manter
Ele: Não precisas de te mostrar ao mundo.. ao mundo só mostras o que queres e o que serve para criar a tua “personagem”…
Ele: Mas a mim podes mostrar!…
Ele: Excita-te que eu possa masturbar me com as tuas imagens?
Ela: imenso
Ele: Estou com imensa tesão..
Ela: Ontem recebi uma encomenda de lingerie nova… e fiz uma pequena sessão
Ele: Estas a deixar me com imensa curiosidade
Ela: Que bom
Ela: Branquinha e cheia de sinais
Ela: Com formas… Mas óptima auto estima
Ele: És óptima
Ele: Adoro o tom de pele
Ele: Deve ser sedosa
Ela: É macia sim
Ele: Pareces ser uma delicia
Ele: Iria precisar de muito tempo contigo para explorar
Ele: Gosto de demorar ..
Ele: Imagino percorrer todas as tuas curvas do corpo
Ela: Eu gosto de ser explorada… Com calma… Somo um excelente match
Ele: Estou a imaginar-te a vir enquanto te toco
Ele: Adoro a primeira vez que percebo como uma mulher se vem
Ele: Adoro fazer vir com os meus dedos
Ela: já estou a ficar naquele estado…
Ele: E com a minha língua
Ele: Adoro demorar
Ele: Imagino como deve ser o teu sabor
Ele: A tua pele acabada de sair do banho..
Ela: Eu gosto do meu sabor…
Ele: Os teus fluidos
Ele: Estou no trânsito
Ele: Com tesão
Ele: Com imensa vontade
Ele: Imagino-me a vir para cima da tua pele
Ele: Estou tão duro
Ele: Só de pensar na tua pele
Ele: No tom rosa que deves ter no sítio que quero lamber e depois foder
Ela: Estou cheia de vontade de sentir as tuas mãos a abrir as minhas coxas…
Ele: Abrir…
Ela: Devagar
Ele: Agarrar o teu rabo enquanto te como .. te como literalmente
Ele: Saboreio-te
Ele: Sugo
Ele: O clitóris
Ele: O lábios
Ele: Percorro os teus lábios com a língua
Ela: Derretes-me
Ele: Imagino os teus cabelos ruivos perto dos teus lábios
Ele: Percorro-os com a língua
Ele: Quero sentir cada milímetro
Ela: Delícia
Ele: Quero sentir os pontos mais sensíveis
Ele: O que te fazem movimentar as ancas de prazer
Ele: Estou tão duro
Ele: Iria ficar tão duro só de te lamber
Ela: Estás a fazer-me cruzar as pernas com mais força
Ela: Sinto-me a pulsar
Ele: Estou com imensa vontade de te comer
Ele: Mesmo
Ele: Sinto o meu pau a ficar ultra sensível
Ele: Com pré-cum
Ele: Pronto para te foder durante horas
Ela: hmmmm adoro saber-te nesse estado
Ele: Quero foder-te por detrás
Ele: Sentir as tuas nádegas a bater na minha cintura
Ela: Sim… e a entrares bem dentro de mim…
Ela: Fundo e intenso
Ele: Quero puxar-te os cabelos enquanto te fodo
Ele: Quero beijar-te as costas e o pescoço
Ele: Enquanto entro fundo dentro de ti
Ele: Estas me a deixar tão duro
Ela: Arrepias-me com as tuas palavras
Ela: Porque fazem imagens tão nítidas na minha mente
Ele: Quero-te deixar arrepiada mesmo antes de te vires
Ele: Quero sentir-te a apertar o meu pau dentro de ti quando te vens
Ele: Quero sentir com o meu pau o teu orgasmo
Ele: A forma como me apertas e escorres
Ela: Estou com a ponta de um dedo na boca
Ela: A brincar com a minha língua…
Ela: Pernas apertadas
Ele: Fodia-te tanto

A iniciação d’ela

Chegamos, está uma noite fria, o que nos obriga a trazer sobretudos longos. Está escuro e o ar húmido, mas a ópera necessita de um certo ambiente taciturno e este é perfeito.

Existe já bastante agitação à porta, mas a expressão do porteiro denuncia que a frequência de muitos anos oferece alguns privilégios, passamos rapidamente por uma porta lateral e dirigimo-nos ao bengaleiro. Ajudo-a a retirar o sobretudo e só nesse momento, reparo no vestido dela, preto, de seda, escorrido pelo seu próprio peso sob o corpo como uma segunda pele. Deslumbrante.

Cumprimentamos algumas pessoas que se dirigem a nós numa cadência ritmada e educada até que lhe assinalo que nos devemos despachar. Dirigimo-nos para a longa escadaria, estendo-lhe o braço e subimos como se não tivéssemos peso algum, porventura já encantados pela Flauta Mágica de Mozart que em breve ouviremos.

Chegamos ao nosso camarote, uma posição privilegiada sobre o palco, sem perder a visão do ambiente que nos cerca. Os camarotes do São Carlos têm esta qualidade ambivalente, se por um lado nos fazem acreditar que estamos protegidos de olhares indiscretos, expõem-nos mais que qualquer um dos lugares da plateia.

Reservo-lhe a cadeira mais à frente e eu sento-me na outra ligeiramente atrás.
A sala está quase cheia e sente-se uma excitação no ar, não se ouve Mozart aqui há mais de 15 anos.
Sussurro-lhe, vais gostar do primeiro acto, mas o melhor acontece no segundo.
Dou-lhe uma pequena introdução ao libreto enquanto ela confessa esperar há muito por este momento. A ópera é o espectáculo maior entre todos e Mozart um deus.
Chega a tempo o champanhe que pedi, somos servidos e brindamos

Às noites que valem por vidas inteiras

A orquestra inicia a abertura e o palco agita-se ao ritmo de um elenco de luxo. Sempre que vou à ópera imagino, como seria extraordinário o prazer de ver Calas ali, no papel da princesa Pamina.
O primeira acto termina e ela parece ter adorado, tem mil perguntas, mas digo-lhe que responderei mais tarde, não devemos permitir que a racionalidade se intrometa agora.

Sempre achei mágicos os pequenos barulhos que vêm por detrás das longas cortinas enquanto mudam a cenografia para o segundo acto. Divertimo-nos a imaginar o que podem estar a fazer, ela faz algumas sugestões, sugestivas, eu digo, quem sabe…
Bebemos mais um pouco mais de champanhe.

O segundo acto começa.
Há uma luz que incide na scostas dela, descobertas pelo vestido aberto quase até ao coxis. Aproximo-me, ele pressente-o. Com uma mão afasto o cabelo para o lado esquerdo, e desnudo o pescoço até ao ombro. Beijá-lo é agora irresistível. Faço de uma forma tão lenta que lhe permito sentir o contacto com o calor da minha respiração um segundo antes dos lábios. Ela tem um primeiro tremor, que acalmo colocando ambas as mãos no topo dos braços como se os colocasse de novo no seu lugar junto aos ombros. Percorro-lhe a pele com a ponta da língua até chegar àquele ponto ínfimo mas mágico, onde o pescoço termina e o ombro começa.

Enquanto o faço encosto o meu peito às suas costas e as minhas mãos deslizam agora pelo vestido, percorrendo a sua cintura, contornando as ancas, seguindo as coxas até chegar aos joelhos que contorno firmemente com as mãos abertas.

Ele solta o primeiro gemido e ajeita-se na cadeira para se colar ainda mais ao meu peito.
As minhas mãos percorrem agora ainda mais lentamente o interior das suas coxas enquanto as pressiona para que se abram entre si. Subo e arrasto o vestido revelando o nylon das suas meias pretas. Ela abre voluntariamente mais as pernas, chego ao fim das meias e tenho o primeiro a contacto com a pele, enquanto lhe mordo levemente o lóbulo da orelha, e digo-lhe ao ouvido, hoje morres e nasces de novo, para mim.

Mata-me então

Diz ela.
Os meus dedos sentem já o calor que emana dela, um calor pulsante, inebriante. Ela abre o mais que pode as pernas, e diz “é tua, usa-a”. Uma das mãos, afasta para um dos lados as cuecas enquanto um só dedo da outra, lhe percorre a cona, de baixo para cima, lentamente, por entre os lábios, mas sem penetrar. Com ajuda dos dedos da mão que segura as cuecas abro-lha para que revele o clitóris saliente, acaricio-o com a firmeza certa, ela solta um grito que denuncia o que fazemos aos camarotes ao nosso lado, ouve-se um schhhhhhhhhhiu. Ela diz:

Achas que devemos parar?

Eu respondo:

Não, tu és o segundo acto, e todos os que vierem a seguir

Escrito por Ele

Ilustrações:http://nataliekrim.com/

Citação

SEXTING COM E – PARTE II

Ela: Boas férias! (Envia foto)

E: Que tesão tás top!
E: A sério
E: Ontem vi uns filmes
E: Não deu para enviar
Ela: Ontem estive sozinha em casa e deu-me para isto…
E: Não deve ser a tua onda mas são muita malucos
E: Ahahah
Ela: Lol
Ela: Manda
Ela: Eu depois digo se gosto ou não
E: Estás super pro
Ela: Estão giras sim, gosto de tirar fotos
Ela: É viciante
E: Ainda tenho de olhar bem para essas mamas em privado
Ela: Hmmm
Ela: Queres olhar para elas com calma?
E: Acredita
E: Muito foda mesmo
Ela: (Envia  set completo de fotos)
Ela: Sou uma devassa do pior
Ela: Ah ah ah
E: Do melhor
E: Se puder envio o filme
Ela: Thanks
E: O filme é fora mas deu-me alta tesão
E: Com duas gajas
E: Uma delas linda de morrer
Ela: Sim…
Ela: Então porque era marado?
E: Pá! Elas são umas devassas do crl
Ela: Quero que me fodas…
Ela: Pode ser?
E: Tem que ser
E: Vou ter de te foder hard
E: Abrir-te essa cona e o cú todo
Ela: Ando farta de pensar nisso
Ela: E mereço…
E: Mereces sim
E: Tens te  portado bem
Ela: Lol, super bem
Ela: (Envia foto das mamas)
Ela: Estás duro?
Ela: Gostas?
E: Não gosto
E: Adoro
E: Cheias de baba e esporra devem ficar lindas
Ela: Sim…
Ela: Parece-me excelente
E: Vais ter de ser fodida como deve ser
E: Ahahahh
Ela: Vamos brincar
E: Love it
Ela: Se conseguires, tira uma foto para mim nas férias…
E: Se der
Ela: Vai dar!
E: Mais facilmente tiro uma a foder
Ela: Boa, isso mesmo
Ela: Eu vou estar a trabalhar e ia adorar receber…