Apollonia Saintclair®

Caçar e ser caçada

Vou-me entregar ao devaneio que para não variar tem um caminho… SEXO

Tenho por natureza uma personalidade dominante, que gosta de ter atenção e não leva a mal quando é apreciada de forma até pouco discreta. Confesso que gosto de seduzir, sou viciada nessa pica de saber que, se eu deixasse, aquele homem ia querer foder-me imediatamente.

Começa então a minha viagem… Só, numa grande e sofisticada cidade. Sou poderosa e respeitada. Chego ao hotel e fico num quarto numa grande torre toda de vidro com uma vista de perder por um skyline brilhante.

Tomo um banho longo e relaxante, brinco comigo debaixo de água. Um chuveiro é sempre divertido. Visto um vestido preto justo e vou até ao lobby do hotel decidida a caçar um homem para me foder e satisfazer.

Só estranhos… Sinto que as cabeças rodam quando eu passo e a minha adrenalina sobe. Olho em redor sem pudor. Tiro as medidas, enfrento olhares e, por fim, encontro um homem que me dá aquele formigueiro entre as pernas e que me faz cruzar as coxas e apertá-las bem forte. Sinto a minha cona a latejar. Já me sinto molhada, é hora de avançar.

Vou ter com ele e sussurro-lhe ao ouvido:

– Fode-me!

Em resposta, ele levanta-se e segue-me. No elevador passo a mão pela sua pila e agrada-me. Está rija.
Chegados ao quarto tudo muda. Já não quero dominar… A caça termina e agora sou a presa. Deixo que ele me dispa e me atire para cima da cama. Tira-me o soutien e beija prolongadamente os bicos já rijos. Digo para os morder e apertar bem. Ele não hesita em faze-lo e de seguida, com a mesma firmeza, mete as mãos no meu pescoço e aperta-o olhando para mim:

– É isto que tu queres? Vou fazer de ti a minha puta!

Tira-me as cuecas com força e abre-me as pernas. Vê como estou molhada e aprecia a minha cona sem lhe tocar.

Estou a ficar louca de tesão… Já só penso em sentir aquela pila rija a entrar dentro de mim.
Mete um dedo e depois outro… Depois mete-os na minha boca e eu chupo-os com vontade já a pensar que vou mamá-lo de seguida.

Sinto a sua língua fresca e húmida a lamber-me acompanhada de dois dedos a entrar e sair. Gozo um pouco e digo que o quero chupar.

Ele sobe para cima de mim e fica junto ao meu queixo e eu sedenta agarro na sua pila e começo a lamber devagar… Olho-o nos olhos. Que tesão sentir uma pila rija na boca. Continuo… Agarro por baixo e vou batendo enquanto chupo a cabeça. Meto-o todo dentro da minha boca, até chegar ao fundo e não me deixar respirar.

Neste momento estou entregue à minha conquista, cheia de tesão e toda molhada. Já só penso em ser penetrada com força e bem fundo.

Ele vira-me e empurra a minha cabeça para baixo empinando-me o rabo… Deixa-me na expectativa e não me começa logo a foder… Observa, bate-me nas coxas e no rabo até eu suplicar para ele me foder!

Aí sim, entra dentro da minha cona molhada e é tao bom… Vai continuando a dar pequenas palmadas que me excitam ainda mais enquanto tem uma mão sobre o meu pescoço… Deixo-me dominar e só penso no prazer de o sentir a escorregar dentro de mim, estou-me quase a vir…

Ele agarra-me e tira-me da cama, encosta-me à janela e posso ver o movimento da cidade enquanto sinto o movimento dele a foder-me e isso dá-me pica! Venho-me e ele aperta-me as mamas com força e morde-me o pescoço.

Satisfeita mas excitada e ainda com vontade de mais deixo-o enfiar-me um dedo no cu enquanto me continua a foder… Agora devagar, muito devagar… E depois outro dedo… E quando me sinto já cheia de vontade peço para me foder o cu. Já na cama, entra todo enquanto massaja a minha cona. Sinto que se está quase a vir e nesse momento ele tira a pila para fora e vem-se todo no meu rabo… Enquanto me aperta bem e me chama de puta!

Adorei! Adoro fazer boas escolhas.

The end

7 thoughts on “Caçar e ser caçada

  1. Parabéns, não há nada mais excitante do que uma mulher que sabe o que quer, quando quer, como quer e que faz por isso, soletrando a palavra mais afrodisíaca e libertadora da fêmea, fode-me….bj

Deixar uma resposta