À NOITE NO CARRO… PARTE III

Encosto-me para trás satisfeita e ele fica a olhar profundamente para mim… passando as pontas dos dedos pelos meus braços, seios, barriga, pernas e novamente na minha cona molhada e latejante!

Volta novamente a foder-me com os seus dedos e eu a delirar com tudo aquilo!

Estava a ser uma novidade! Ele só se queria dedicar a mim, a dar-me prazer e parecia totalmente indiferente ao facto de estar sem uma ereção no meio de uma loucura como aquela.

Já a sentir a exaustão dos orgasmos a tomar conta de mim viro-me para baixo e decido que se há pouco ele tinha endurecido na minha boca… tinha possibilidades de retribuir o prazer! Parecia-me estranho eu estar a gozar e ele apenas a participar sem ter um final feliz!

Meter uma pila pouco tesa na boca não é a coisa mais agradável… mas senti-la a ficar rija e grossa já valia o esforço. E de facto assim se manteve! Tiro-a da boca para a olhar… era boa e bonita e finalmente rija! Sem me demorar volto à ação até o sentir a tremer!

 “Vou-me vir! Vou-me vir!” – diz ele.

E eu continuo a chupar delicadamente. Ele volta à carga! E toca-me nas costas! Finalmente percebo a razão do alerta… Eu levanto a cabeça e digo:

“Vem-te para a minha boca!”

E retomo a carícia agora também ficando mais pela cabeça e batendo por baixo. Oiço-o gemer e finalmente sinto um calor na minha boca! E ele diz:

“ Tu és tão boa!”

E que prazer me dá ouvir isto. Levanto a cabeça e encosto-me no colo dele… sinto a sua respiração e o seu coração a bater. Ficamos em silêncio… ele beija-me… o que me agrada! É o selo perfeito.

Com as janelas do carro abertas sentimos a brisa da noite a entrar, a lua brilha lá no alto… lembro-me das horas… está na hora da Cinderela!

“Leva-me até casa, quero ir tomar um duche e relaxar.” – digo

Seguimos até casa em silêncio… a minha cabeça ia a processar tudo o que se tinha passado. Ele com a mão na minha perna, sentia-o a olhar para mim.

Caramba foi bom! Diferente e espantosamente bom!

 

The end

9 thoughts on “À NOITE NO CARRO… PARTE III

  1. Brilhante! Que final mais feliz 😀

    Adorei a parte de “E que prazer me dá ouvir isto. Levanto a cabeça e encosto-me no colo dele… sinto a sua respiração e o seu coração a bater. Ficamos em silêncio… ele beija-me… o que me agrada! É o selo perfeito.
    Com as janelas do carro abertas sentimos a brisa da noite a entrar, a lua brilha lá no alto…”

    Parece tão real….

    1. Eu também. E sempre que a digo é como se me libertasse de algo que me prende… e sabe tão bem.
      Para mim o banco de trás de um carro é muito excitante… 😉

  2. E o apertado do carro, a tensao a aumentar, tudo muito preso…a sensualidade dentro do carro já vem de trás…de muitos anos atras…os olhos á noites que parecem olhos de felino…os corpos ficam com um desejo descontrolado e a vontade de meter á força e sentir a glande penetrar a cona molhada vezes e vezes sem conta..hummm

Deixar uma resposta