Vídeo

Love, o filme

Fiquei por casa com uma amiga numa sexta-feira à noite e após jantar fomos escolher um filme para a sessão de home cinema.

Já há algum tempo que o poster deste filme me chamava à atenção contudo a pobre classificação no imdb foi-me sempre fazendo adiar reservar uma noite para o ver.

love

A sinopse fala de um rapaz americano a estudar cinema que vive em Paris e que mantém uma relação altamente sexual com uma rapariga chamada Electra.
Um dia ele pergunta-lhe qual é a sua maior fantasia e ela responde que é foder uma mulher, loura, bonita e de olhos azuis de preferência.
Milagre, a nova vizinha do lado encaixa na perfeição e no primeiro encontro entre eles e a nova inquilina do prédio eles revelam-se decididos a “caçar” a jovem com ar angelical.

Das várias cenas de sexo que enchem todo o filme, a cena de sexo a 3 está crua e natural e bastante excitante.
Para espanto meu é de facto uma filme de sexo não simulado Os atores penetram-se, lambem-se e chupam-se sem artimanhas nem planos escondidos e não são atores porno. São actores.

A relação deles enquanto casal é altamente instável, carregada de drogas, ciúmes, traições e busca incessante pelos limites pouco saudáveis.
Por fim tudo acaba mal quando o rapaz engravida a vizinha por acidente (preservativo que se rompe) e se vê forçado a permanecer com a mãe do seu filho uma vez que é abandonado pela Electra que não aceita que ela tenha andado a foder a vizinha sem ele e que ainda por cima a tenha engravidado.

A Electra entra numa espiral negativa de vícios sem retorno e desaparece.

Pelo meio da turbulência há cenas de sexo em todos os cantos e inclusive uma visita a sex clube com cenas arrojadas que apreciei.

Por fim percebo a razão da pontuação, é um filme que valorizo pela cor, planos, música e claro pela audácia nas cenas de sexo, contudo torna-se longo e a história em si… aborrecida.

Director: Gaspar Noé
Writer: Gaspar Noé
Stars: Aomi Muyock, Karl Glusman, Klara Kristin

2 thoughts on “Love, o filme

  1. Concordo. Não é mau filme, mas a história em si torna-se um bocado enfadonha. As cenas de sexo estão realmente muito boas, quase tanto como tu!!! 🙂 **

  2. Se o filme é aborrecido, então é daqueles que se pega no comando para avançar para as cenas que mais interessam! 😉
    O trailer não é nada de especial. Nem sei porque pede a data de nascimento. Na TV generalista vê-se cenas piores e não é necessário “código”!
    Olha BSB: boas Fodas!

Deixar uma resposta